sábado, 2 de fevereiro de 2008

Los Vagadundos

Deixo aqui o meu protesto! Acho um absurdo essa tal de ciesta, principalmente em cidades turísticas!

Exatamente no horário de pico, de 14 as 17:00, fecha TUDO!!! Não dá para comprar nem um imã de geladeira, nem um par de luvas ou de meias, para quem está sofrendo de frio (foi meu caso hoje)! Nem um remédio para dor de cabeça! Fica meio que uma cidade fantasma!

Se um dia esses loucos fizerem a conta de quanto dinheiro estão perdendo... São todos comerciantes, homens de negócios! Não dá para entender! Que dêem a ciesta para seus funcionários e que fiquem os próprios tomando conta da lojinha! A noite é que é hora de descansar, não no meio da tarde!

Se o turismo é a principal atividade econômica da Espanha, deveriam se atualizar no tempo e acabar com essa prática do velhíssimo mundo! Os italianos também e todos que ainda tem esse hábito.

Abajo la ciesta!!

4 comentários:

sis disse...

comentei isso com a mãe hoje!! será que eu sou espanhola? adoro dar uma dormidinha... rsrsrs

Cláudia disse...

Eles não têm, nem de longe, a mesma pressa e a mesma ansiedade que nós. O país existe há tantos séculos, o continente idem, já foram donos de metade do mundo... pra quê o desespero?
Assim, é perfeitamente possível haver a siesta, todo mundo tá de acordo, todo mundo fecham ninguém perde nada.

Morei me Portugal por um ano. No primeiro verão, achava absurdo os comerciantes fecharem em agosto, de férias, com Lisboa bombando. No verão seguinte, já entendia os motivos deles e inclusive achava bem razoável.
Errado é o ritmo massacrante daqui, com as pessoas virando a noite no trabalho, ficando até tarde no batente, sem tempo para a família, os filhos, o descanso e a saúde.

Gastón disse...

Pô Anninha, e eu louco pra implementar ela aqui no Brasil... adoro um cochilo depois do almoço rsrsrs

UtópicA disse...

Adoro uma soneca depois de comer... mas não conseguir comprar um remédio entre 14h e 17h, é demais! Quanto ao comment da Claudia, workaholis tem em todo lugar, desde q mundo é mundo e desde que existem pessoas que fazem do trabalho a razão principal da vida. Mesmo adorando uma soneca, eu ainda prefiro me sentir "produtiva e operante" de dia e dormir de noite... ou não dormir!