sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Coragem, menina, coragem!

Claro que às vezes tenho vontade de fugir. Penso que se mudar o cenário dos próximos capítulos da minha vida, deixarei para trás o que não consigo deixar aqui e agora.

Falta coragem para apertar o Play. Deixo esse filme em Pause.

Já tive uma oportunidade mas não enxerguei aquele sinal que faz a gente seguir instintos inexplicáveis. Já ouvi de muitos que quando a gente foge, leva os problemas na mala.

Hoje li uma frase que transformou um pouco essa vontade que bate de vez em quando de sumir: "Coragem de fugir é medo de ficar."

Faz pensar e constatar que coragem não é fugir. Coragem é ficar! Tenho medo de fugir e também tenho medo de ficar. Mas a fuga é a verdadeira covardia.

Conchinchina, não me espere mais. Vou ficar por aqui e lutar com meus medos. Vou transformar a frase em "Coragem de ficar é coragem de viver".

Afinal, ninguém morre disso.

6 comentários:

UtópicA disse...

Que lindo.

Isabella Zappa disse...

é isso mesmo!!! é muito mais difícil ficar, lutar, nos transformar e transformar a nossa realidade! Mas depois, a recompensa também deve ser bem melhor! melhor resolvido, tudo limpo, tudo novo!
Coragem!!!
beijos

mc disse...

é, ficar exige mais coragem. Mas nada como uma viagem curta pra abrir a cabeça, respirar novos ares, dar um tempo...

se quiser, as portas estão abertas!

Re disse...

Podíamos viver como os ursos.... Tenho uma vontade de hibenar e acordar depois de 6 meses.
Hoje eu dormiria com meus cães e até março deixaria de existir, e depois eu penso como resolver estes problemas de hoje....rs
beijos
Re

meg disse...

Morre não. Sobe um degrau...tem um la na frente te esperando que depende desse...

Elisânia disse...

Ufa! Bom saber que existem pessoas com as mesmas aflições e dúvidas.
Em um dos momentos mais duros da minha vida estava passando a reedição da novela "Irmãos Coragem", e a música-tema de abertura virou o meu hino de superação. Dizia assim: "Irmão, é preciso coragem...". Coragem de ficar, coragem de partir, tanto faz. É preciso enfrentar.
Coragem, menina!