sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Língua do P

Não... Não é aquela que a gente brincava quando criança, aquela do Lu-pu Li-pi Cla-pa To-po,... Estou falando do idioma único, indecifrável, que só eles entendem: a língua dos porteiros!

Será que existe algum cursinho onde eles aprendem a falar totalmente enrolado para que nenhum morador consiga entender? Alguém pode me explicar esse fenômeno?

Dos 3 porteiros do meu prédio, 2 falam a língua do P! Ainda bem que eles não são de muita conversa (e eu também evito perguntar qualquer coisa) mas até o "Boa noite" e o "de nada" são ruídos que saem mais ou menos como "Danôid" e "zinad". Quando eles tentam me dar alguma informação relevante, eu finjo que entendo e depois pergunto a tradução para o que não fala a língua do P. Uma tecla SAP ia bem nessas horas...

Curiosidade: os dois de língua enrolada são irmãos! Mas não é de família, não! Em 90% dos prédios tem pelo menos um exemplar da espécie porteirum linguemboladus, e o famoso Porteiro Zé não nos deixa mentir (os episódios do recado, do táxi e da Veja são hilários!!) que mesmo depois de anos é de chorar de tanto rir! Qualquer semelhança com a vida real não é mera coincidência.

2 comentários:

Gastón disse...

Hahahaha, sensacional. Sei lá, os manuais pra porteiro devem vir nessa língua. Que nem o povo do telemarketing fala no gerúndio, eles falam pra dentro.

rafael disse...

o porteiro do apartamento do meu sogro me chama de marcos há 10 anos....