terça-feira, 22 de julho de 2008

Lei Seca?

Segunda-feira. 20:38. Fila dos frios no supermercado. Fila longa.

A mulher na minha frente dispara:

"Tá demorando, né? Tá me dando uma sede... O pior de beber vinho nem é o pileque mas a ressaca. Eu nem bebo muito mas não sou abstemia. No Reveillon tomei um pilequinho de champange. Nossa! No dia seguinte, tive que chamar um enfermeiro e tomei uma injeção de Plasil. Fiquei morrendo de vergonha mas ele disse que eu era a sexta pessoa que ele atendia naquele dia. Faz um mal para o fígado danado. E eu já li uma matéria que o álcool faz muito mal para o cérebro. Principalmente para as mulheres. Cinco vezes mais do que para os homens. Mas essas pesquisas cada vez falam que uma coisa faz mal. Vai saber. Mas eu não bebo muito não. Beber demais enjoa, passa do ponto do prazer e fica ruim. Por isso que eu quase não bebo."

Pausa. Silêncio. Chegou a vez dela.

Isso durou no máximo 1 minuto sem tempo para nenhuma palavra minha. Se colocar um poste na frente dessa doida bêbada ela seguia noite a dentro conversando. E nem chegamos no tópico Lei Seca.

2 comentários:

Re disse...

Tem gente que adora falar... E tem gente que sempre é pega para Cristo!
rsrsrsrs
beijos
Re

UtópicA disse...

aposto que ela guarda a 7 chaves uma caixa cheia de biritas, tipo a caixa da viúva porcina, só que com cachaças de todos os alambiques do universo.