segunda-feira, 16 de março de 2009

Busca vida

Abro uma página em branco. Quero escrever mas não consigo. Me pergunto qual a parte do meu cérebro bloqueou as palavras e as idéias, mas descubro uma outra desculpa para esse branco.

Antonio Torres, o mestre da minha oficina literária, contou que uma vez foi perguntado por uma amiga por que estava num jejum de escrever e ele respondeu "Estou feliz!"

Uso a mesma desculpa a partir de agora. A melhor amiga da poesia é a tristeza, seguida pela melancolia, a saudade, a desilusão. E nenhum desses sentimentos habita o órgão vital desse corpo humano que vos escreve.

Sim, porque eu escrevo com o coração e não com a imaginação. O combustível literário entrou na reserva e já não consegue chegar na esquina. Volto, então, a dar voz aos meus olhos. Espero que as imagens passem a falar por mim, contar uma nova fase onde talvez palavras não sejam tão necessárias.

Ando lendo mais que escrevendo, vivendo mais que escrevendo. E o melhor de tudo: feliz, como há muito tempo não me vejo.

14 comentários:

Fischer disse...

O título explica tamanha felicidade!!! brincadeira... ele é consequencia dela! bjs e guarda um gole pra mim!

Re disse...

Que lindo.
Adoro ler amigas felizes.... rs
beijo
Re

Jacque disse...

Ahhhhhhh que delicia de post!
Se alegria tira sua inspiração...desejo que vc nunca mais escreva! rs
Fotografe muito!!
E seja feliz...cada minutinho do dia.
Vc merece!!
Beijoooo

Paulo Mello disse...

O meu post é praticamente um plágio da Jacque. Se o que alimenta a sua mão na digitação do blog é a tristeza,que ela fique então bem longe do teclado e com o mesmo sorriso luminoso que vi no show do Keane você fotografe cada vez mais. E as fotos do show provam que a felicidade transcendeu a lente.
Beijos.

Guilherme Machado disse...

Anna, obrigado por compartilhar sua felicidade conosco, me fez sentir muito bem!
Bjaoo!

Larissa Margulies disse...

e é isso o que importa: ser feliz! mas vê se consegue alguma inspiração nos sorrisos e no coração leve, e traga palavras bonitas pra gente ;)

Flavita disse...

Felicidade rlz!!!!

ANNA disse...

Que legal! Um monte de gente nova comentando (velhos novos amigos)! Valeu, gente! É isso aí! Não vou deixar de escrever não. Daqui a pouco a felicidade vai dar frutos aqui!

Por enquanto vou buscando inspiração na vida alheia ao invés da minha, como no post aí de cima.

Beijo

isaBela araújo silvA disse...

fico feliz que tudo esteja assim, e compartilho da mesma fase. faz um tempão que não consigo blogar e agora vc me deu a luz! rsrs.
enfim, espero te ler em breve, mas que o texto seja motivado por outros sentimentos.

Malu Green! disse...

Se eu soubesse ser sucinta, meu comment seria: Obrigada!

Mas como não sei: MENINA! Vc desvendou o grande mistério da minha vida!

Eu me lamento há tempos que minhas palavras fugiram, escafederam-se e que não consigo mais escrever.

Lendo seu post, me identifiquei
demais com a parte: "A melhor amiga da poesia é a tristeza, seguida pela melancolia, a saudade, a desilusão. E nenhum desses sentimentos habita o órgão vital desse corpo humano que vos escreve."

Ou seja; obrigada por tão bom esclarecimento, me fazendo perceber pq não escrevo há tanto tempo, às 7:00 da manhã de uma terça qualquer.

=*

Paula Nigro disse...

Muito bonito isso. Me deixou emocionada!
Beijos

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.