terça-feira, 27 de novembro de 2007

Lição aprendida! Missão cumprida!

Aprendi outro dia, que os estudantes de cinema, no último período tem que fazer um curta de verdade como projeto final. E nos EUA, as empresas super apoiam os estudantes fornecendo quase tudo que eles precisam para realmente fazer acontecer, desde lanche no set (patrocinado na maioria dos casos pelo Starbucks) até sei lá o que! Eles incentivam mesmo e tenho certeza que os estudantes jamais esquecem disso!

Hoje me liga um estudante de cinema da PUC! Na maior cara de pau, sem indicação nenhuma, ele entrou em contato porque conseguiu o equipamento encima da hora e 3 jovens atores da Globo toparam fazer o projeto dele, e ele queria o apoio do Hotel com uma cortesia de um apartamento para os atores trocarem de roupa (a cena é na praia) e dar um conforto para os mini-globais, e café da manhã para 5 pessoas! Sem contar que o que ele mais precisa eu não posso ajudar: o SOL!!! Mas vou torcer muito para que pare de chover no máximo até quinta porque na sexta eles já não tem mais nem os equipamentos nem os atores...

O curta é sobre um casal de estudantes da PUC que são namorados há um tempão, até que aparece uma terceira pessoa no relacionamento. Criativo, não?!?! Humpf!

Fui tomada por uma vontade enorme de ajudar esses meninos mas o Hotel está lotado!!! Fui até nos quartos que estavam em manutenção para ver se tinha algum usável, sem estar em obras, mas não consegui nada. Talvez uma sala de reuniões? Bingo! Resolvido! Só falta o sol nascer...

O agradecimento dele: "Valeuzaço, Anna!"

Sucesso, Caio! Um incentivo para que você e sua turma possam concorrer de igual para igual com a Renata e toda aquela turma dos States!

3 comentários:

sis disse...

Que engraçado!!! Nessa vida de hoteleiro deve acontecer cada uma... Depois acha lá no You Tube pra galera ver tb.!!!

Wilson disse...

Poxa, Anna, fiquei super orgulhoso com a sua participação... "valeuzaço", mesmo!!! Bjs, Wilson

ANNA disse...

Sis, vc nem imagina... quer dizer, já conhece algumas histórias, né?

Wilson, tenho certeza que no meu lgar o Super-Wilson faria a mesma coisa! Basta se colocar no lugar do outro... Beijos!