sexta-feira, 27 de junho de 2008

A Arte da Espera

Saber esperar é uma arte. Eu não sei esperar. Não muito tempo. Ansiedade é meio defeito número 4.

Já pesquisei com a minha mãe mas não nasci prematura. Consegui esperar os 9 meses.

Já esperei pessoas por muito tempo. Tempo que eu achava que aguentava e mais um pouco. Esperei vôos atrasados, clientes idem, elevadores demorados, consulta médica, fila no Outback, encomenda do Submarino, atendimento na loja da Vivo, Papai Noel passar... Espero e-mail chegar, o telefone tocar, o tempo melhorar e o fim de semana começar.

Esperança vem de esperar mas tem um ar mais poético. Esperar parece de rotina mesmo. A outra é a prima rica, chique, sofisticada, com mais letras no nome.

Esperanças eu tenho muitas. Na verdade, poderia trocar meu nome para Esperança. Sempre é a última que morre, mesmo que seja lá no fundo. Espero que tudo vai dar certo, que o final feliz vai chegar, que o dinheiro não vai acabar, e que vou ter sempre alguém do meu lado para amar.

A Esperança é irmã do otimismo, que me visita com frequencia mas nunca fica em definitvo. E quando eu mais preciso dele, certamente ele está visitando um vizinho.

Mas voltando ao esperar nosso de cada dia. Aqui estou eu, esperando o cable guy! Sim, vou voltar a ter NET. Meu jejum acabou e saí da Sibéria! Skavuska!

A questão é como uma pessoa que mora sozinha resolve o problema da instalação? Não resolve. Mata o trabalho e vai para casa. O meu horário de instalação era de 12 as 15:00. Então a pessoa além de não trabalhar, não almoça também.

Passa meia hora, quarenta minutos, uma hora, mais quinze minutos. Ligo para a Central de Relacionamento (que diabo de relacionamento é esse??? - merece um post exclusivo) pedindo que ligasse para o técnico para saber que horas ele vem, já prevendo que ele ia chegar faltando 5 minutos para as 15:00, ou então não viria. Ela disse que se ele se atrasasse, iria telefonar avisando. Depois de 3 horas, nem se espera uma satisfação… Eu ia matar um mesmo!

Te digo que esperar o cara da NET dá mais nervoso que esperar alguém para o primeiro encontro. A espera pelo menos está rendendo esse post, enquanto acaba o Jornal Hoje e começa o Video Show (quantos milênios não assistia isso).

Torcendo para que tudo dê certo e eu não sofra com mais um fim de semana sem cabo, toca o interfone as 14:17. Ele chegou!!! Ai, ai...

3 comentários:

Violet Scott disse...

Não aprendi a esperar.
Ai!

Tiago disse...

"Que diabo de relacionamento é esse??? - merece um post exclusivo)".
Dá uma olhada nisto - http://tfmoralles.blogspot.com/2007/11/telemarketing.html - hehe.

ANNA disse...

Violet, essas coisas a gente não aprende. Ou nasce sabendo, ou ferrou!

Tiago, já estive lá. É isso mesmo... A gente sabe que vai se irritar ao ligar, e mesmo assim liga.