sábado, 14 de junho de 2008

¡Hola!

E aqui estou eu: Barcelona. Depois de 6 anos, parece que é a minha primeira vez. Não que a cidade tenha mudado. Eu mudei. Muita água passou por debaixo da minha ponte nesse tempo. Vejo tudo aqui com outros olhos. Vejo as pessoas com outros olhos. As cores, os lugares, tudo parece novo. Tudo parece mais vivo, mais bonito, mais atraente.

Passada a T.P.V. (tensão pré-viagem) estou apaixonada por Barcelona! Mas definitivamente não é uma cidade para vir sozinha. Todo mundo anda em bandos! Tive a nítida sensação que eu era a única pessoa sola caminhando por essas ramblas! Barcelona é para ser explorada a dois, a três, a cinco, a dez! Sozinho não é Barcelona de verdade! A parte (imperdível) de bares, restaurantes e clubs fica difícil de ser desfrutada por uma chica singular numa ciudad plural.

Comecei o meu dia (fim de dia aqui) pelas Ramblas, no meio dos turistas e estátuas vivas, só para pegar uma "irca" e não voltar mais. Mas é como ir ao Rio e não passar por Copacabana, NY e sua Times Square, Londres e Picadilly Circus, Paris e Champs Elisées. De lá fui me perdendo por ruas charmosas como um labirinto. Cada loja super bacana, cafés e bares de tapas incríveis, um povo fashion desfilando cores debaixo de 30 graus! Entrei no clima e comprei um acessório fashion para incrementar o vizoo de uma recém-saída do avião!

Fui parar (sem querer) no Museu de Arte Contemporânea de Barcelona (MACBA) que além de uma arquitetura incrível concentra o maior número de skatistas que eu já vi, deslizando por suas rampas, retas e curvas de granito. Um espetáculo para sentar e ficar assistindo (e fotografando, claro!).

São cinco horas a mais de fuso, e o sol só começa a se despedir por volta das 10 da noite. Fica difícil ter a sensação que o dia acabou. Mas com um sanduiche de falafel forrando a barriguinha e uma mamadeira de chocolate quente do Starbucks, estou pronta para (tentar) dormir.

Amanhã o dia é longo e começa o que me trouxe aqui.

3 comentários:

Rodolfo Barreto disse...

Já fiz algumas viagens sozinho. E olha que nem tinha o hobby de fotografar. Levava a câmera para tirar aquelas fotos que todo mundo faz, de braços abertos no meio da praia.

Em uma dessas viagens, fui para lençóis maranhenses. Tudo pronto e estudado para aproveitar ao máximo a Capital do Reggae brasileira. Aproveitando o tema, um amigo havia me pedido para escrever uma matéria e colocar em um site chamado Click Surf.

Pronto, já achei o que fazer enquanto estava em São Luís.

A história é longa, cheia de surpresas, mas isso eu conto em uma outra hora, em outro lugar, com amigos e sanduiches de falafel.

Violet Scott disse...

Estarei em Barcelona em agosto.
Fica aí quanto tempo?
Beijo!

Sis disse...

é verdade, é uma ciudad plural... mas que bom que vc está curtindo!!
beijos