segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Sua vida dava um filme?

Você já assistiu filmes onde viu flashes da sua vida na telona? Se enxergou no personagem? Enxergou fatos e diálogos que aconteceram com você? Reviveu emoções adormecidas?

Acho que é comum isso acontecer com a maioria de nós. Mas o filme de hoje me pegou desprevenida e escrevo esse post chorando ainda.

Mexeu no baú de emoções guardadas lá no fundo e outras que ainda estão bem acessíveis. Me lembrei que a vida pode ser curta demais para ponderarmos certas atitudes. Me lembrei que a coragem, ou a falta dela, são os fatores que nos fazem escrever os próximos capítulos da nossa história. E que raramente dá para voltar atrás.

Acontecimentos que mudam a nossa maneira de ver a vida. Que nos fazem pensar menos no amanhã e viver o hoje como se fosse o último dia. Que nos fazem dizer o que sentimos e pensamos, sem meias palavras. Que nos permitem experimentar sentimentos nunca antes vividos. Quem nos fazem não ligar para o que os outros pensam. Que nos fazem querer mais da vida. 

Assista "Fatal" e veja se mexe no seu baú. Não me responsabilizo pela bagunça que pode fazer em você. Ou não. Um nó na garganta certamente fica.

Tenho que pegar mais leve no próximo filme. Alguma coisa tipo "A Casa das Coelhinhas"... 

2 comentários:

Re disse...

Anna,
Não podemos voltar atrás das nossas atitudes, mas podemos mudar de idéia sempre e mudar o rumo de tudo.
Nada na vida é definitivo, nada tem que ser eterno, só eternizamos a parte de nós que importa, os amores que importam, as amizades, os sons, os cheiros....
Agora vou ter que ver este filme.... Cinema ou DVD?
beijos
Re

ANNA disse...

Re, concordo com você. Afinal só não muda de idéia quem não tem! Cinema! Corre lá e depois me diz.