domingo, 14 de dezembro de 2008

Um café e a conta

Brasileiro é mesmo muito jacu! Acho que os paulistas já passaram por isso e agora é a vez dos cariocas.

Abriu o primeiro Starbucks na cidade. Para começar é um conceito que não combina muito com o estilo de vida brasileiro que toma café em casa, no trabalho, numa cafeteria (muito mais charmosas), no restaurante, mas nunca andando na rua ou no metro, como lá fora.

E aqui no Rio, escolheram abrir a loja num shopping, ou seja, você compra um café e fica andando pelos corredores com aquele copo de papel na mão. Cafona no último. 

Só que mais cafona do que isso é ficar numa fila enorme para tomar um café. Não imaginei que o público do Leblon, que é mais qualificado, iria fazer esse papel, mas a fila enorme permanece todos os dias em qualquer horário...

Sem querer gorar, mas assim que a novidade passar, não dou muito tempo para o café aguar. 

6 comentários:

UtópicA disse...

Bacana isso, hein. Quando diminuir a fila (ou melhor, qdo nao tiver mais fila), me avisa q eu vou conhecer... antes q fique aguado, rs.

RM disse...

Vi no outro fim de semana e perdi o post. A fila era inacreditavel, algo como 60 pessoas para serem atendidas por 2 caixas e, ao chegarem la, pelo que percebi, cada um levava 2 horas pra entender o que fazer. Starbucks como conceito e genial, por isso funcionou desse jeito, como cafe e uma droga, mas as bebidas com cafe acho bacanas, principalmente por terem um toque de cafe e nao o serem (nao sou fa de cafe em si, puro). Agora, que a fila que vi - e obviamente me gerou um crise de riso - e patetica, isso e. Agora uma critica. Quando elas nao ouverem, andar com o copinho nao e jacu. Eu ando e nao sou jacu, ta! Long Life to Moccha Frapuccino.

Gabriel disse...

ahhhhh!!! Um "cafezim coadim" na hora num tem igual não, sô!?
De preferência num coador de pano, com os amigos, um "bolim di fubá"...humm... Coisa mais mió que tem!
Há uns 2 anos atrás recebi um alemão que vinha para uma feira no Brasil. Tão logo desceu no país tupiniquim, pediu para pararmos num bar e tomou um café e um guaraná ao mesmo tempo, quase tendo um orgasmo... Ele vinha dos EUA, e, dizia isso é café de vedade!!!!

Re disse...

O pior Anna, é que aqui em SP, seja no shopping ou nas lojas de rua, as filas continuam...
Eu prefiro o cafézinho charmoso expresso mesmo, forte, com biscoitinho surpresa em xícara de louça... Adoro tb quando o café vem com espuma de coração....
hum.....
beijo
re

Anônimo disse...

Que alívio...
Pensei que só em Lisboa que houvessem filas intermináveis...
Assim fico mais tranquilo...

Café Do Moço disse...

Estou atrasado nesse post mas como profissional do cafe, analiso o que vc disse como uma verdade. Nao me espantei com o povo do Leblon, ja que eles sao os mais influenciaveis com marca...

Agora, uma coisa temos que tirar o chapeu... eles sabem fazer negocio com cafe e na maioria dos casos brasileiros...nao.

Queria que vc me apontasse uma boa cafeteria em ipanema ou leblon...
nao existe!!! Sobre Jacu...de uma olhada em meu blog...ja provou o cafe do Jacu?

abracos